Acessar AVA Forums 1º Fórum de Teologia Batista 1º Fórum de Teologia Batista Responder a: 1º Fórum de Teologia Batista

  • Kalley

    Member
    18/03/2024 a 19:24

    1 – João Smyth foi pastor anglicano entre 1600 e 1603, tornando-se então puritano e, mais tarde, em 1606, separatista. Com a grande perseguição estabelecida pelo rei Tiago I, e após muita discussão na congregação, houve a resolução de emigrarem para a Holanda.

    Com base no texto de referência, O berço do movimento batista, responda as seguintes questões:

    A – O que estava acontecendo na Inglaterra que provocou essa emigração para a Holanda?

    <b style=”background-color: var(–bb-content-background-color); font-family: inherit; font-size: inherit; color: var(–bb-body-text-color);”>Uma perseguição por Tiago I, e uma discussão na congregação.

    B – O que João Smyth e seu grupo desejavam encontrar na Holanda?

    Liberdade para os protestantes adorarem a Deus de acordo com suas próprias premissas.

    C – Quem foi o seu auxiliar nesse desafio?

    Tomás Helwys.

    D – Em que ano aconteceu?

    Entre 1607 e 1608.

    E – Quando e onde foi fundada a primeira igreja batista?

    1609.

    2 – Tomás Helwys publicou um livro intitulado Breve declaração do mistério da iniquidade, publicado em 1612. Em uma das cópias do referido livro, há uma dedicatória ao rei Tiago I. A atitude de Hewys foi considerada muito ousada naquela época por encaminhar ao Rei da Inglaterra tal declaração, a ponto de levá-lo à prisão, onde veio a falecer.

    – Descreva o conteúdo dessa dedicatória e se o mesmo está de acordo com os ideais de liberdade e democracia dos nossos dias?

    Helwys afirmou que “o rei é um mortal, e não Deus, pelo que não tem poder sobre as almas imortais de seus súditos, para fazer leis e ordenanças para elas e para impor senhores espirituais sobre elas”.

    Eu entendo que no Brasil, hoje, vivemos em um estado democrático de direito que é permitido a liberdade de culto. Portanto, uma vez que o Estado é laico também, não o vejo por enquanto, interferindo na igreja. Agora, o Estado cria as leis, tem suas autoridades nas quais estamos sujeitos, como Paulo bem expõe em Rm 13.1.

    Agora, não somos obrigados a nos submeter às leis que porventura vão de encontro aos princípios estabelecidos nas Escrituras. A nossa obediência deve ser primeiro a Deus. Devemos defender a verdade bíblica, mesmo que isso nos custe consequências, incluindo até a própria vida, se necessário for.