Acessar AVA Forums 1º Fórum da Disciplina Prática Ministerial. Definição e implicações da função pastoral Responder a: Definição e implicações da função pastoral

  • [email protected]

    Member
    24/03/2024 a 22:53

    O pastor enquanto pessoa é sujeito a todas as questões humanas, tendo, por conseguinte, necessidades físicas, emocionais e espirituais, entre outras. A busca pela realização pessoal, familiar e vocacional (ou profissional) é relatada por aqueles que se dedica ao cuidado dos outros, mas nem sempre acontece das comunidades de fé atentarem para as necessidades de seus pastores (OLIVERIRA, 2005, p.56-57).

    Ao debruçar sobre a leitura do texto percebe-se que assim como as demais pessoas envolvidas na comunidade de fé, o pastor é um ser humano sujeito as dificuldades que qualquer ser humano pode vivenciar em sua trajetória de vida. Mas de fato existem questões muito relevantes quando pensamos na pessoa do pastor, na figura do pastor, e sobre tudo no chamado do pastoral.

    O chamado pastoral consiste em realizar a vontade de Deus, e para tanto faz-se necessário, realmente viver os propósitos do Senhor, mesmo que necessário seja abdicar de algumas coisas que um dia fora um sonho viver, ser pastor acredito que seja fazer cumprir o texto bíblico que diz: “Logo já não sou mas eu que vivo, mas Cristo vive em mim…” isto quer dizer, que, o ministério pastoral chama a uma vida de abnegação e entrega como Cristo fez, mesmo que custe a vida ou não reconhecimento do se faz.

    Como o texto em questão deixa claro muitas são as responsabilidades pastorais, “pregar, zelar, orar, edificar, admoestar, exortar, velar pelas almas, consolar, repreender, alertar, convencer, e porque não dizer cuidar das feridas. Mas ao que ainda posso falar ainda no que pude perceber durante a leitura proposta, dentre tantas coisas excelentes e complexas que fazem parte dos atributos de um pastor que agrade ao Pai do céu, uma coisa precisa ser levada em conta e nunca esquecida, o pastor não é chamado para agradar a homens , mas a Deus no tocante ao Espirito Santo.

    “Toda via não fomos chamados para agradar a homens, nem para edificarmos nosso próprio nome ou nossa própria imagem, antes fomos chamados para agradar a Deus e exaltá-lo em uma vida de obediência. (LIDERES QUE AMAM E CUIDAM, 2002, p.51) .

    Pensemos no que o autor menciona na pagina 31 ” Cuidem de vocês mesmos e de todo rebanho sobre o qual o Espirito Santo os colocou”.