Acessar AVA Forums 3º Fórum de Prática Ministerial Gestão de Igrejas Responder a: Gestão de Igrejas

  • Arthur

    Member
    09/05/2024 a 22:00
    • O Estado da Arte
    • Definição de gestão e gestão eclesiástica
    • O papel do gestor cristão
    • A igreja como entidade do terceiro setor
    • Planejamento estratégico, sua implementação e controle.

    O Estado da Arte é uma forma de buscar a quantidade de artigos, livros, teses que sejam a respeito do assunto a ser estudado e avaliar se este assunto possui a possibilidade de integrar com uma perspectiva diferente do tema. Além disso, identificar se há contradições, vises ou lacunas entre o que já foi produzido.

    Gestão é um ato de administrar pessoas e processos com o intuito de gerenciar demandas de novos contextos para se obter melhores resultados.

    A gestão eclesiástica é a forma com que o gestor cristão irá planejar e gerir as pessoas para suas determinadas funções e os recursos para que Deus seja engrandecido em tudo que a igreja está realizando algo.

    O gestor cristão não necessita ser um sacerdote para assumir tal função. Ele tem o papel de administrar com excelência os recursos e pessoas na igreja. Ele precisa não só ter o conhecimento acadêmico do assunto, mas precisa conhecer a vontade de Deus através da Bíblia para que sua gestão não seja contrária as doutrinas e mandamentos bíblicos. Ele realiza uma análise estratégica para poder fazer um plano estratégico e então aplica-lo. Após a aplicação do plano estratégico, o gestor precisa criar meios de avaliar se os objetivos estipulados para a igreja estão sendo alcançados. Ele direciona as pessoas para suas devidas funções buscando melhor desempenho sendo ministerial, trabalhadores e voluntários. O gestor cristão precisa de conhecimento sobre o funcionamento do Estado e da Igreja para que não incorra em faltar com as obrigações com o Estado para que a igreja tenha seu alvará de funcionamento e seja reconhecida pelo Estado para poder ter suas reuniões. Conhecer os processos financeiros para que tudo esteja de acordo com a legislação do Estado. Tudo isso para que o nome de Deus seja louvado e exaltado.

    A igreja é do terceiro setor por ser uma entidade que não tem objetivo de lucro financeiro ao mesmo tempo que realiza ações sociais que auxiliam pessoas distintas com diferentes carências. Busca o bem comum, coexiste com o primeiro e o segundo setores e suas ações suprem as lacunas deixadas pelo Estado.

    O planejamento estratégico provém de uma análise estratégica feita pelo gestor para que possa mensurar o pessoal, recursos, espaço físico, situação perante a legislação e o tipo de governo eclesiástico para saber a situação real da igreja para então estabelecer a visão, missão e objetivos eclesiásticos, com conhecimento dos pontos fortes e fracos da igreja para buscar os melhores resultados a médio e longo prazo. Para implementar o planejamento estratégico, o gestor precisa alocar as pessoas nos lugares certos para suprir as necessidades com as potencialidades disponíveis. Desta forma o trabalho é dividido de acordo com as habilidades e áreas de atuação, como por exemplo finanças, voluntariado, ministério. Necessário é que esteja em acordo com o plano de ação que foi aprovado e as pessoas sintam que são responsáveis e encorajados a participar do processo com a aceitação de ideias e metodologias novas. Não há divisão de ideias dentro da divisão de hierarquia na igreja, pois a discussão continua e de qualidade deve ser promovida para corrigir erros e recompensar acertos dos funcionários e voluntários. Assim, gerando um senso de unidade.

    Estabelecer um processo de avaliação e controle para averiguar os resultados analisando se estão sendo alcançados e manter o padrão do que está sendo feito é uma interessante forma de controle do planejamento estratégico. O foco inicial deve ser na parte humana que influência os liderados para alcançar a todos na igreja e então a parte de processos e tecnológica para serem ferramentas de auxílio. Com a avaliação, pode se identificar se as etapas passadas estão relacionadas a igreja.