Acessar AVA Forums 4º Forum Teologia Batista Famílias e ideologias Responder a: Famílias e ideologias

  • Antonio

    Member
    08/06/2024 a 12:20

    FACULDADE TEOLÓGICA BATISTA DE BRASÍLIA

    Mantenedora: Associação Cultural Evangélica de Brasília – SOCEB

    Recredenciamento – Port. MEC Nº 1.340 de 28.11.2016, DOU Nº 228 de 29.11.2016

    Curso reconhecido pela Portaria MEC Nº 208, de 25.06.2020, DOU Nº 128 de 07.07.2020

    Curso: Bacharel em Teologia

    Disciplina: Teologia Batista

    Carga horária: 60 h/a

    Período: 2024.1

    Professor: Carlos Silva

    FÓRUM 4

    1 – DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA LEITURA:

    a) Declaração Doutrinária Batista – CBB (Destaque para o Art. XVII)

    b) PL-3369-2015_Familia Poliamor (Estatuto das Famílias do Século XXI)

    2 – LEIA OS TEXTOS E RESPONDA AS DUAS QUESTÕES POSTADAS AO FINAL:

    Situação: Em consequência do surgimento de Projetos de Lei no Congresso Nacional que tratam da família de forma antibíblica, como também das ideologias disseminadas com o objetivo de confundir o conceito de família, a Convenção Batista Brasileira em janeiro de 2023 fez uma mudança no Artigo XVII de sua Declaração Doutrinária visando aperfeiçoar o entendimento do conceito bíblico de família. Abaixo, os textos antigo e novo para leitura:

    ARTIGO COM TEXTO ANTIGO

    XVII – Família

    A família, criada por Deus para o bem do homem, é a primeira instituição da sociedade. Sua base é o casamento monogâmico e duradouro, por toda a vida, só podendo ser desfeito pela morte ou pela infidelidade conjugal. O propósito imediato da família é glorificar a Deus e prover a satisfação das necessidades humanas de comunhão, educação, companheirismo, segurança, preservação da espécie e bem assim o perfeito ajustamento da pessoa humana em todas as suas dimensões; Caída em virtude do pecado, Deus provê para ela, mediante a fé em Cristo, a bênção da salvação temporal e eterna, e quando salva poderá cumprir seus fins temporais e promover a glória de Deus.

    ARTIGO COM TEXTO ATUALIZADO EM 2023

    XVII- Família e casamento

    A família, criada por Deus para o bem do ser humano, é a primeira instituição da sociedade, cuja base é o casamento, que é a união entre um homem e uma mulher, sendo sua natureza heterossexual, monogâmica e indissolúvel. O propósito imediato da família e do casamento é glorificar a Deus e prover a satisfação das necessidades humanas, comunhão, educação, companheirismo, segurança, realização pessoal, preservação da espécie e bem assim o perfeito ajustamento da pessoa humana em todas as suas dimensões, especialmente a criança e o idoso. A vida sexual dentro do casamento é dádiva de Deus, mas fora do casamento é pecado contra Deus. Os conflitos na família e casamento, alguns de natureza irreconciliável, fogem do plano original de Deus sendo provenientes da dureza do coração humano. Segundo a Bíblia, os filhos, desde o momento da concepção, são bênçãos e herança do Senhor. O lar cristão deverá ser ambiente fértil para a formação integral da pessoa à luz dos valores cristãos, tendo os pais como modelos de vida, integridade e serviço a Deus e à igreja. Cabe a esta dar suporte aos pais na formação educacional e espiritual de seus filhos.

    3 – RESPONDA AS SEGUINTES QUESTÕES

    Com base no seu conhecimento bíblico e nos documentos de referência no item 1:

    a) Compare os dois textos e descreva quais foram as mudanças?

    Então destaquei as diferenças em cores diferentes que realmente faz a diferença entre os dois textos.

    b) Você acha que realmente foi necessária essa mudança? Por que?

    Sim ; as mudanças foram bem formalizada pois deixa bem claro a concepção de família, casamento é sagrado conforme a palavra de Deus, essas mudanças foram muito importante, porque o mundo globalizado estão mudando as coisas ao seu entendimento e estão contrario ao senhor Deus, por isso é de tão importância que a igreja se posicione contra essas coisas que só pervertem o conceito da família cristã, é por isso andamos conforme a palavra de Deus.

    Período do Fórum – 3 a 9 de junho de 2024.