Responder a: Israel – libertação e Vocação

  • Domingos Savio

    Member
    20/04/2024 a 10:22

    Para o nosso 2º Fórum de discussão, analise e responda as questões:

    1 – “A libertação é, então, um ato redentor. É o filho que está sendo libertado das mãos cruéis de um opressor estrangeiro, a fim de que ele possa desfrutar a liberdade de filiação e de servidão a Javé, seu Deus.” (Merril, E.H. Novo Dicionário de Teologia e Exegese do Antigo Testamento, vol.2, p.498)

    Aprendemos que a libertação de Israel do cativeiro egípcio não foi um fim em si mesmo; Israel não liberto para simplesmente ser liberto. Havia um propósito maior: a redenção. Você concorda com esta afirmação? Porque?

    Sim, concordo. Além de que salvar os israelitas, a libertação da escravidão no Egito tem como propósito, manifestação da glória de Deus. Deus escolhe os israelitas para ser o povo dele. Tudo que aconteceu no Egito nessa ocasião foi para mostrar as nações o quanto Deus é poderoso. Foi com sua mão poderosa (13.3, 14, 16) que o Senhor os tirou do Egito, assim dizem as Escrituras Sagradas

    2 – Israel é chamado a ser povo de Javé entre os povos. A existência de Israel, um milagre em si mesmo, deve-se à vocação deste povo.

    A partir do texto de Brueggmann (p. 568-572), faça uma correlação entre o chamado de Israel (Gn 12:3; Ex 19:5-6) e o estado de corrupção e maldade em que o mundo passou a encontrar-se desde a queda.

    No testemunho espontâneo de Israel, este se toma o parceiro de Javé e o sujeito do testemunho. A existência de Israel se baseia no compromisso inevitável e original de Javé para com ele. Essa ação de Javé – esse seu compromisso inexplicável e irreversível – se apresenta em duas narrativas distintas: os relatos dos ancestrais (Gn 12-36) e a narrativa do Êxodo-Sinai que gira em tomo de Moisés (Êx 1-24).* 4 Nessas duas narrativas bem diferentes, Javé fala em poder soberano, e pelo discurso evoca Israel à existência.

    O autor fala sobre a existência de Israel e devido a ao compromisso com Jave. O povo de Israel vem a existir conforme esse compromisso firmado com Jave. Que liberta o povo de Israel da escravidão no Egito. Dessa maneira, Israel traz o testemunho ao mundo de um Deus poderoso.

    A presença do tema da obediência nesses textos sobre 0 amor inexplicável nos leva a um segundo aspecto do compromisso original e inexplicável de Javé para com Israel. Além dessa tradição dupla de obediência como justiça e santidade, podemos notar que, em algumas tradições, a obrigação de Israel para com Javé vai bem além da justiça na comunidade e da santidade no santuário. A função sacerdotal consiste em possibilitar o bem-estar e a cura no mundo. relato narrativo da “história” de Israel em Josué-Juízes-Samuel-Reis retrata Israel como uma comunidade que falhou em sua obrigação para com Javé.

    O compromisso do povo de Israel com Jave é firmado mediante a obediência a Jave, obediência essa que foi descumprida ao longo da caminha do povo em se misturar com outras nações que não era o povo de Jave, de forma, que essas nações não tinham compromisso com Jave, nem seguiam os seus preceitos de obediência ao Deus todo poderoso.